Notícias‎ > ‎

Expansão da pós-graduação no Brasil é destaque para coordenadores de área

postado em 10 de ago de 2017 10:16 por Diretoria de Avaliação   [ 10 de ago de 2017 10:18 atualizado‎(s)‎ ]

Coordenadores de área presentes na segunda semana da Avaliação Quadrienal dos programas de pós-graduação comentam a expansão do número de programas e de alunos desde 2013, ano da última avaliação. De 10 a 14 de julho, a segunda semana reúne cerca de 340 consultores para analisar 13 áreas. As atividades acontecem na sede da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), em Brasília.

Na área de Letras e Linguística, o incremento foi acompanhado pela diversificação e pela descentralização. “Cresceu muito a oferta de cursos no interior do país e na Região Norte e a formação para professores da educação básica foi fortalecida com o surgimento dos mestrados profissionais [em rede nacional]”, informa Dermeval da Hora da Universidade Federal da Paraíba e coordenador da área. Atualmente há 156 programas de Letras e Linguística, dos quais 149 são acadêmicos e sete são profissionais. Em 2000, havia 66 programas.

O aumento na oferta de cursos e no número de alunos também ocorreu na área de Comunicação e Informação, que inclui Museologia. “A área ainda está concentrada no Sul e no Sudeste, mas cresceu principalmente no Nordeste. Estamos avaliando quatro mestrados profissionais e acompanhando outros dez cursos que ainda não formaram turma”, disse o coordenador Mauricio Lissovsky da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Esta é a primeira avaliação da área desde que deixou de se chamar Ciências Sociais Aplicadas I em 2016. “Após a mudança de nome, parece que houve um reforço de identidade”, acrescenta o professor.

18072017 coordenadores avaliacao quadrienal img 8810
Área de Comunicação e Informação reforçou 
identidade após alteração do nome em 2016, 
diz Maurício Lissovsky 
(Foto: Haydée Vieira - CCS/CAPES)

Na área de Engenharias II, que abrange os cursos de Engenharia Química, Nuclear, de Materiais, Metalúrgica e de Minas, a concentração dos cursos ainda está nas regiões Sudeste, Sul e Nordeste. “Trata-se de um reflexo da presença de indústrias nos Estados”, pontua Reinaldo Giudici da Universidade de São Paulo. O coordenador da área percebe mudança de ênfase na avaliação. “A análise vem se tornando mais qualitativa”.

18072017 coordenadores avaliacao quadrienal img 8848
Coordenador de Engenharias II, Reinaldo Giudicci 
acredita que a avaliação está se 
tornando mais qualitativa 
(Foto: Haydée Vieira - CCS/CAPES)

A área de Artes e Música também registrou incremento. Em 2013, foram avaliados 39 programas de pós-graduação. O número cresceu para 55 programas em 2015, dos quais 21 são apenas de mestrado, 28 possuem mestrado e doutorado e seis são mestrados profissionais – um deles em rede, o ProfArtes, com 11 Instituições associadas. Antonia Bezerra da Universidade Federal da Bahia, destaca a especificidade da avaliação dos programas de Artes e Música. “Nossa produção tem a característica de transitar intensamente entre teoria e prática. Para contemplar essa dimensão, a área possui índices para avaliar eventos e produção artística”, ressalta a coordenadora de área.

18072017 coordenadores avaliacao quadrienal img 8893
Área de Artes e música possui índices específicos 
para avaliar eventos e produção artística, 
diz Antonia Bezerra 
(Foto: Haydée Vieira - CCS/CAPES)

Áreas da semana
A segunda semana da Quadrienal reúne consultores para avaliar os programas das áreas Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, Artes e Música; Arquitetura, Urbanismo e Design;; Comunicação e Informação; Direito; Economia; Engenharias I; Engenharias II; Engenharias III; Engenharias IV; Letras/Linguística; Planejamento Urbano e Regional/Demografia e Serviço Social.

Próxima etapa
A terceira semana terá a avaliação de 12 áreas nos dias 17 a 21 de julho: Astronomia e Física; Educação Física; Enfermagem; Farmácia; Geociências; Medicina I; Medicina II; Medicina III; Nutrição; Odontologia; Química; e Saúde Coletiva. As atividades seguem até 4 de agosto.

(Lucas Lopes)

Comments